Você já ouviu falar sobre descentralização? Esse é um dos pilares do universo de crypto e web3.

O conceito de descentralização às vezes pode parecer confuso e isso é devido à complexidade que muitas vezes envolve o tema e a falta de clareza sobre a definição de descentralização, ou dos pontos avaliados.

Neste artigo abordamos a definição conceitual de descentralização, sua importância para a indústria e te ajudamos a entender o que é descentralização no nosso sistema de uma vez por todas! Vamos lá?

O que é descentralização?


A descentralização caracteriza-se quando um poder, antes absoluto, passa a ser repartido.

É a ação de afastar algo de um centro, normalmente utilizada para o "poder de decisão", então neste caso, quando uma única pessoa ou grupo detém um poder, ele é centralizado. A repartição do poder entre outras pessoas e grupos, com igual peso é o que classifica um sistema descentralizado.

Trazendo para nossa realidade financeira, o sistema monetário do Brasil é centralizado, pois o Banco Central exerce poder absoluto sobre as decisões e atividades monetárias.

Mas a descentralização é diferente de desconcentração ou distribuição.

A desconcentração é um procedimento interno de um sistema centralizado, significando, apenas, a substituição de um órgão interno do sistema, por dois ou mais. Na desconcentração, o serviço era centralizado e continuou centralizado, pois ainda existe um poder central que controla as atividades delegadas aos subalternos.

Voltando ao nosso exemplo do Banco Central, que centraliza o sistema monetário brasileiro, por mais que existam múltiplos departamentos dentro desta autarquia, que dividem a tomada de decisão para melhorar o processo interno, o sistema monetário poderia ser visto como desconcentrado, mas não descentralizado.

Vamos deixar mais claro!

A definição de descentralização é absoluta. Ou algo é descentralizado, ou é centralizado.

Mas mesmo a definição sendo absoluta, dentro da descentralização podem existir diferentes "níveis" ou "graus" de descentralização. Onde um determinado sistema pode ser mais ou menos descentralizado que outro sistema.

Vamos pegar mais exemplos do nosso dia a dia para explicar mais sobre isso, a politica.

Uma monarquia é uma forma de governo centralizada, que pode ser desconcentrada a partir de delegações e vassalagem, mas ainda centralizada, pois o rei detém poder absoluto sobre o país.

Já na democracia representativa, o poder é descentralizado, pois não existe poder absoluto dos representantes eleitos, mas ainda é uma descentralização frágil, pois existem incentivos para que os representantes conspiram para manipular o consenso e centralizar o poder em um grupo ao qual eles fazem parte.

Por que estamos falando sobre isso? Porque a mesma regra se aplica para as criptomoedas e projetos de web3, onde existem diferentes níveis e graus de descentralização.

Descentralização, crypto e web3

Quando o Bitcoin (BTC) foi criado, existia uma demanda por solucionar o problema de escassez digital de forma definitiva. Em um sistema digital centralizado, pode haver escassez digital temporária, mas como a tomada de decisão é mantida por uma instituição central, ela pode, em teoria, alterar as regras do sistema para benefício próprio.

Com o advento da blockchain permissionless (que qualquer um pode participar, sem a necessidade de autorização), Satoshi Nakamoto conseguiu encontrar a solução que só é possível em um sistema descentralizado, exatamente para evitar a tomada de decisão com segundas intenções, que não a do funcionamento honesto da rede.

Temos até uma métrica para medir isso, o Coeficiente de Nakamoto (NC). Vamos deixar para entrar em métricas em outras news, então vamos voltar para o tema.

Quanto mais descentralizado um sistema ‘permissionless’, mais sólido e seguro ele é. Quanto menos descentralizado, mais frágil, menos seguro e mais vulnerável à uma tomada de decisão desonesta que prejudica as outras pontas do sistema peer-to-peer.

A descentralização é um dos principais pilares para a web3 e sem ela não estaríamos aqui.

Só com ela é possível criar e desenvolver de maneira orgânica, participativa e sustentável.

Se hoje temos um ambiente de desenvolvimento, onde pessoas confiam em pessoas, comunidades estão sendo desenvolvidas globalmente e sem a necessidade de um intermediário para ajudar, é por conta da descentralização.

Pode até parecer clichê, mas a descentralização entrega um poder para as pessoas nunca imaginado antes.